quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

AO JOÃO - IRMÃO CÓSMICO - QUE SEMPRE FEZ E SEMPRE FARÁ ANOS EM 9 DE DEZEMBRO




Partiste na Semana Maior
Foi a tua paixão e morte …
Ressuscitar-te
É agora a nossa parte

Deixar de ver-te
E ouvir-te
A voz estóica e meiga
É o preço de sentir-te
Em cada pedra
Em cada quarto
Em cada manga  do teu quintal

Cavaleiro andante
Por mar e ar e terra
Em ti se cruzaram continentes,
Oceanos, corações,
Pulsações abissais, frementes:
Deu-te o Lobito as capas negras a haver
Chamaram-te os Meninos de Huambo
E tu subiste ao Planalto

Aprender  cantar e ensinar
Quanto custa a Liberdade
Depois,
Falou mais alto
O chão de Malangatana
Onde ambos sentimos
O apocalipse das cores
Naquela catedral feita cabana

Chamou-te Caveirinha,
E tu vieste, asinha,
No rasto do velho tambor
Da floresta
Por enquanto só tambor…

Irmão João
Irmão cósmico
Irmão de todos os nus
Como nos disse o Zeca
A tua e a minha mão
Dentro da sua mão


No dia do aleluia
E do hossana
À mulher moçambicana
Levam-te aos braços
As mulheres que te amaram
A suprema e nossa Maria Calaça
A sempre tua Aldovanda
Toda a mulher eterna:
Mãe negra
Mãe branca
Mãe sol
Mãe  Lua – Mãe Terra
Mãe África
Que tudo te deu
E a quem tudo deste
Com mais gosto que custo

E mais que o Código de Direito
Interpretaste o Cânon maior
A Bíblia de ser justo

“Lembras-te, irmão Zeca,
Assim me perguntavas,
Do que dizia a nossa mãe:
Deixa o ter e ganha o ser
E o mal que te fizerem
Paga-o sempre com o bem

Mas não  respondes
Nem te escuto
Irmão obreiro de infinitas pontes
Raiz atlântica das ilhas
Flor e fruto
Em terras de Maputo

Quando encontrares o cais
E se houver cais
Espera
Conta comigo
Já faltou mais…

Daqui a pouco
A tua cinza
Poalha de estrelas
Levará nas ondas do Índico
O universo do teu corpo…

Ressuscitar-te
Agora e sempre
Será a nossa parte!

Dito por mim na Sala Nobre de Maputo perante o esquife do meu querido irmão João, no ofício fúnebre que precedeu a cremação e o lançamento das cinzas no cais de Maputo. Era o Domingo de Páscoa de 2012.

09.Dez.15
Martins Júnior.