sexta-feira, 15 de abril de 2016

INVESTIMENTO SEGURO NO BANCO DO FUTURO!


Nobilíssima missão a de quem ensina a descobrir os caminhos da Cultura! E de quem faz da Cultura um guião para a vida através da Educação!
Foi nestes dois pilares que se apoiou  o Sindicato dos Professores da Madeira  para construir, neste fim de tarde, a ponte  por onde circularam conhecimentos e experiências dos docentes do concelho de Machico. Durante mais de duas horas, a problemática da “Cultura na Educação”    ocupou os  respectivos profissionais, tendo sido reveladas abertamente as coordenadas da ciência e da arte de ensinar, a amplitude de acções e concepções, as dificuldades supervenientes, a necessidade de articulação entre a sociedade, a escola e os diversos agentes educativos, sendo de relevar o fenómeno cultural como “um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo”.
Nesta vertente inclusiva, desfilaram sucessivamente os esforços dos docentes e a sua função integradora dos diversos saberes no organismo social a que pertence a população escolar, com especial destaque para as potencialidades do sector museológico, caso do “Solar do Ribeirinho” e do “Museu da Baleia”, bem como a persistente envolvência da comunidade escolar na realização do “Mercado Quinhentista”.  Dito e vivido pelos próprios dinamizadores dos eventos, a “Tertúlia” (assim classificou o SPM) ganhou um dinamismo reprodutivo, patente nas questões que depois foram debatidas pelos presentes. Que bom sentir o pulsar das instituições no gesto, na palavra e na emoção dos seus promotores!
São iniciativas deste teor que fertilizam o solo, por vezes árduo e ingrato, que pisamos todos os dias e nos fazem entender que os docentes não são apenas funcionários cumpridores de horários fixos.  Pelo contrário, amam a sua arte – matrix do desenvolvimento global – e dedicam-lhe preciosos tempos do seu merecido lazer, ou seja, à causa  do futuro em construção.



Bem hajam!
Parabéns a todos os Docentes, na pessoa dos dirigentes do respectivo Sindicato. Não é tarefa doce nem passeio mole militar na vanguarda do prestígio e da luta pela dignificação da Escola e do superior interesse dos discentes. Conforta-vos o invisível troféu de ganhar os desafios do amanhã em cuja torre  cantarão vitória os vossos “filhos adoptivos”!
Uma palavra especial aos titulares da autarquia, presidentes e autarcas da Câmara Municipal e Junta de Freguesia que vieram “sentar-se no banco da escola”  em que, nesta noite, se transformou a Sala das Actividades Culturais da JFM. Excelente exemplo do compromisso com a missão pedagógica para que foram eleitos. Da minha parte, apenas o registo   de ter colaborado na tertúlia.
Acto eminentemente cultural! Sem espectacularidade nem sobranceria, sem os microfones e sem as objectivas áudio-visuais. Tudo autêntico como a ânsia de saber, tudo transparente como a vontade de servir!


15.Abr.16
Martins Júnior