quinta-feira, 31 de agosto de 2017

ENTRE O AGOSTO GOSTOSO E O SETEMBRO BRUMOSO…


Atravesso a ponte – o longo e largo passadiço que começa pelo fim e acaba no princípio – entre o “31” de hoje e o “1” de amanhã. Não sou mais que um transeunte dentro da multidão anónima. Todos deixaram na outra margem a quietude sonâmbula dos dias e das noites sem ponteiros. E agora apetrechamo-nos para alcançar o ilhéu de nuvens, do tamanho do mundo. Aí   acordaremos para a prosa corrente das horas repetidas. Quando lá chegar (e amanhã será) contar-vos-ei o que os meus olhos vêem e a minha mão escreve na ponte ímpar entre duas margens…

31.Ago.17
Martins Júnior