quinta-feira, 15 de março de 2018

75 ANOS! – JUSTA HOMENAGEM


                                                                             

Hoje faço uma pausa na trajectória histórica dos acontecimentos ocorridos entre 27 de Fevereiro e 18 de Março de 1985, designada Ano“33”.  A quem tem seguido os diversos episódios devo esta palavra de justificação: é que neste mesmo dia, 15 de Março 2018,  faz 75 anos o  ilustre fotojornalista madeirense Manuel Nicolau, meu conterrâneo e amigo. Associo-me à justa homenagem que lhe foi prestada no Lar da Terceira Idade da Santa Casa da Misericórdia de Machico. A saudação que escrevi, exclusivamente para ele, acabei por dizê-la de viva voz na sala da homenagem. Precisamente pelo pendor intimista e pessoalíssimo com que foi concebida, obriga-me a ressalvar a particularidade semântica de certos vocábulos, entre os quais, “baía de Zarco”, “em terras de Tristão”,  “guitarradas”, “Rosas Brancas” e “o Sarau”.

 GUARDADOR DA HISTÓRIA



Na ponta do teu indicador direito
Assenta o mundo todo
E no fundo mais profundo dos teus olhos
Entrou e ficou
O que o mundo tem de mais belo e perfeito

Nascido nas ondas da baía de Zarco
Da tua objectiva fizeste aquele barco
Onde foste almirante e pescador
De aquém e além-mar

Naufragaste
No planetário  aquário  dos cetáceos
Alcançaste os promontórios Selvagens
África Oceânea Índicos Atlânticos
Tudo arrastaste na rede azul das tuas viagens

Tudo o que é humano coube na tua lente
E mais ainda na concha do teu peito
Sorrisos infantis do sol nascente
E faces enrugadas
Mãos retalhadas
Onde a vida  já é o poente   

Quem desvendar o  santuário onde guardas
O tesouro ignoto das tuas mãos inquietas
Não achará só películas rolos chapas de vários temas
Descobrirá o Grande Livro de Poemas
Doado às vindouras gerações

Andarilho das canções
Das lutas de Abril
Bandeirante e capitão
Em terras de Tristão
Serenatas e baladas
‘Rosas Brancas’   guitarradas

Contigo connosco
A vida é toda o ‘Sarau’
Ontem hoje e sempre
Grande e nosso Nicolau

15.Mar.18
Martins Júnior