segunda-feira, 19 de março de 2018

“QUANDO PERDER É GANHAR” ! – MENSAGEM DE FREI BENTO DOMINGUES NO DIA DA VITÓRIA


                                                    
Cumpriu-se a história! Foi ontem na comunidade da Ribeira Seca.
Na data maior do  “Ano 33” – 18 de Março – as portas  abriram-se de par em par e, tal como em 1985, o sol voltou a encher o templo e os corações. Quem tem hoje 40 anos de idade pouco ou nada retém dessa época tumultuosa mas brilhante.  Os pais e os avós  foram transmitindo o facho histórico, misto de treva e luz, para as futuras gerações que ontem se reuniram em festiva comemoração.
Foi Bento Domingues, o teólogo, o missionário, o orador dominicano, quem lançou o pregão definidor do acontecimento. Por coincidência, ouviu-se proclamar ali, eloquentemente, a mensagem que o próprio escreveu nesse mesmo dia na sua crónica semanal do jornal “Público”,  plenamente identificada com o momento: “QUANDO PERDER É GANHAR”.
                                                      

Juntaram-se-lhe depoimentos de testemunhas participantes dos factos, ecoaram as canções da época, gravadas no CD “A Igreja é do Povo e o Povo é Deus” – o nosso código teológico – e uma onda de júbilo espiritual encheu toda a  manhã. Porque valeu a pena – e pequena não foi a alma – “de passar além da dor e do Bojador”. Porque das pancadas sofridas enrijeceu-se o tronco da personalidade colectiva da comunidade. Ali, mais uma vez, cumpriu-se o mandato milenar: “O Povo É Quem Mais Ordena”.
Não seria completa a marcha da vitória se ontem não estivesse connosco o Pe. Mário Tavares Figueira, o corajoso intérprete da liberdade do Evangelho, colaborador intemerato da nossa causa. Ele estará presente – para sempre! – nas pedras do adro e na alma das nossas gentes.
Enquanto nos despedimos do “Ano 33”, acompanham-nos a música e os versos que os nossos poetas  compuseram então:

É Dia de Acção de Graças
Assim podemos dizer
Em o Povo estar em festa
Depois de tanto sofrer

O nosso Povo estremece
Cheio de felicidade
Por sermos os lutadores
Pelo direito à Verdade”
  
19.Mar.18
Martins Júnior